Normal view MARC view ISBD view

O cobrador / Seth C. Adams ; [trad. José Remalhe]

Main Author Adams, Seth C. Publication Amadora : Topseller, 2018 Description 303 p. ; 23 cm ISBN 9789898917201 Abstract Esta é a noite. Chegou a hora. Quando entrei na floresta pela primeira vez, era pouco mais do que uma criança. Tinha 13 anos, acabara de me mudar para uma pequena vila no Arizona, e o único amigo que tinha era o meu cão, o Bandit. Foi assim que conheci os meus amigos, com quem formei o Clube dos Intrusos. O Bobby Gordo, o Jim e a Tara. Eles tornaram-se os meus melhores amigos. Tivemos alguns encontros desagradáveis com miúdos mais velhos armados em vilões, e com um polícia que provavelmente não devia ser autorizado a ter armas nem a usar distintivo. Tirando isso, divertimo-nos imenso. Foi também assim que encontrámos um carro abandonado, bem no meio da floresta, onde ninguém ia. Ninguém exceto nós. Foi aí que as coisas começaram a piorar. No banco da frente, uma fortuna em notas. No porta-bagagens, um cadáver. Parecia ser um mistério divertido para resolver. Mas depois… chegou o Cobrador. Ele sabia o nosso segredo. E as coisas nunca voltariam a ser iguais. O nosso verão de inocência tornou-se um pesadelo. Topical name Literatura policial
Literatura americana
CDU 82-312.4 Online Resources Capa
Tags from this library: No tags from this library for this title. Log in to add tags.
    average rating: 0.0 (0 votes)
Holdings
Item type Current location Call number Status Date due Barcode
Monografia Biblioteca Municipal de Ponte de Lima
82-312.4 ADAM Checked out 2019-06-05 E00601156751

Esta é a noite. Chegou a hora.
Quando entrei na floresta pela primeira vez, era pouco mais do que uma criança. Tinha 13 anos, acabara de me mudar para uma pequena vila no Arizona, e o único amigo que tinha era o meu cão, o Bandit.
Foi assim que conheci os meus amigos, com quem formei o Clube dos Intrusos. O Bobby Gordo, o Jim e a Tara. Eles tornaram-se os meus melhores amigos. Tivemos alguns encontros desagradáveis com miúdos mais velhos armados em vilões, e com um polícia que provavelmente não devia ser autorizado a ter armas nem a usar distintivo. Tirando isso, divertimo-nos imenso.
Foi também assim que encontrámos um carro abandonado, bem no meio da floresta, onde ninguém ia. Ninguém exceto nós. Foi aí que as coisas começaram a piorar. No banco da frente, uma fortuna em notas. No porta-bagagens, um cadáver. Parecia ser um mistério divertido para resolver.
Mas depois… chegou o Cobrador.
Ele sabia o nosso segredo.
E as coisas nunca voltariam a ser iguais.
O nosso verão de inocência tornou-se um pesadelo.

There are no comments for this item.

Log in to your account to post a comment.

Click on an image to view it in the image viewer